Logo Vou de Kombi

nosso diário de viagem

25OUT2013

Complexo arqueológico de Chan-Chan‏

PERU
Complexo arqueológico de Chan-Chan‏

Pela manhã deixamos Huanchaco. O lugar era bonito, estávamos bem instalados, mas o bichinho do pé-na-estrada acordou junto com a gente. Franco estava com uma infecção intestinal e eu não tinha certeza de que deveríamos viajar, mas ele parecia querer isso, então nos despedimos de Huanchaco e fomos visitar o complexo arqueológico de Chan-Chan, o maior complexo arqueológico em barro do mundo.

Chan-Chan conta a história dos Chimus, seus costumes, sua cidades, sua organização social e forma de vida. São tão bonitos quanto os Incas e há grande similaridade tanto nas roupas quanto no conhecimento do lugar onde viviam.

Os Chimus eram profundos conhecedores dos mares e das correntes marítimas do pacifico. Também preocupavam-se com a água e cuidaram, por isso, de irrigar os extensos cerros do deserto onde produziam a agricultura.

Suas cidadelas eram todas construídas em barro, com ruas internas e cultivo da Totora. Eles tinham a planta em grande consideração uma vez que, da palha da Totora construíam seus barcos e cobriam suas casas.

Trabalhavam a argila de seus muros com decorações que lembravam o mar, as aves marinhas, as correntes de Humboldt, as redes de pesca atividade fundamental em suas vidas.

Vestiam-se de tecidos e enfeitavam-se com ouro, como os Incas posteriormente.

Acreditavam que a separação em classes sociais era coisa divina. Sua pirâmide social se constituía do seguinte modo:
Na base estavam os campesinos (casta serviente)
Acima os cavaleiros chamados de fixllas.
Em hierarquia superior, os sacerdotes e curas conhecidos como Alaec
No topo da pirâmide estava o grande Imperador Chimu, El Ciquic

Viviam na Costa Central dos Andes, uma área desértica por eles humidificada, tornando-a fértil. Faziam isso de 4 modos: a) canalizavam a água de um rio direto para a agricultura do vale (pense numa distancia de 80 Km)


b) Canalizavam para usar em um vale
C) Construíam canalizações que serviam a água para vários vales.
d) Aproveitavam a água do subsolo: onde sabiam existir água cavavam até encontrá-la e inundavam uma área inteira.

Aprendamos com os Chimus... Façamos algo pelo semi-árido brasileiro.

COMENTÁRIOS

JOSÉ E OLINDA 07/11/2013

Perfeita narrativa deste lugar que deve sermaravilhoso de Chan Chan, sábia o queInes diz, ¨Brasileiros Aprendam com os Chimus, faça alguma coisa pelo deserto brasileiro.

COMENTE!

Criação de Sites: Trupe Agência Criativa Trupe Agência Criativa