Logo Vou de Kombi

nosso diário de viagem

12MAR2014

Historia preguiçosa

MÉXICO
Historia preguiçosa

Querido diário, hoje estou sem vontade para escrever. Uma espécie de preguiça mental tomou conta de mim, não tenho a menor vontade de contar nada pra ninguém...

Hoje o mar de Puerto Morelos, no Caribe, amanheceu ainda mais cor de jade, a areia parecia mais branca e as ondas muito, muito mais elevada.

Entre 10 e 11h30 tomei sol e banho de mar, depois levantei-me, retornei à Kombi para preparar um almoço. Franco está se convalescendo de uma diarréia, por isso nossa comida nos últimos dias tem sido bem específica: canja de frango ou purê de batatas.

No principio da diarréia esteve uma bolsa de marisco. Logo na entrada da Península de Yucatán, antes da Cidade de Carmem. Tendo à nossa esquerda um lindo mar cor de jade, a pedra sagrada dos Maias, encontramos mulheres vendendo bolsas de mariscos ao longo da rodovia. Estavam bonitos e não caros. Decidimos comprar. Aí fizemos merda. Como diz o ditado: quem nunca come quando come se lambuza... Não deu outra, a sopa ficou deliciosa, mas à noite, Franco passou maus bocados...

E eu também, diga-se. Na Kombi um não fica doente sozinho, o limite de espaço nos faz conviver ainda mais intimamente com as mazelas um do outro. O problema é que o marisco fez tanto mal que o mal continua depois de 5 dias.

Mas nem tudo é tão mal assim. Seria muito chato comer de tudo e nunca ter uma diarréia, né? Em nossa estatística de viagem só tivemos 3 eventos similares a este: eu em Cusco no Peru e Franco na entrada da Colômbia e agora no México. Bem pouco não acham?

COMENTE!

Criação de Sites: Trupe Agência Criativa Trupe Agência Criativa