Logo Vou de Kombi

nosso diário de viagem

01AGO2013

Primeiros dias no Uruguai

URUGUAI
Primeiros dias no Uruguai

28/07
Saímos de Santa Teresa pela manhã, logo depois de tomarmos café. Ainda estávamos temerosos da cortesia uruguaia. Tínhamos a sensação de estar rompendo convenções ao nos hospedar em La Moza.

O dia e a noite em Santa Teresa nos custou R$ 5,00 ( felicidade para o bolso). Ao sair enchemos as caixas de água .

Primeiros dias no Uruguai

Deixando a região do Chuy, entramos na superintendência de Rocha, uma região feita de pessoas simpáticas e lugares belos para visitar. Escolhemos como parada o Parque Nacional de Cabo Polônio. Era perto das 12h quando chegamos à entrada do parque. Um funcionário veio ao nosso encontro para nos orientar sobre o estacionamento e para avisar que a visita ao parque só era permitida em 4x4. O custo: U$ 340,00 quantia que temos permissão de consumir num dia.

Franco arranhou o espanhol para perguntar se poderíamos dormir no local. Ao que o guia disse que sim, sem problema algum. Identificamos um Wi-fi livre aproveitamos para fazer os primeiros contatos com a familia.

Deixamos para preparar as coisas bem perto das 13h30, horário de saída do 4x4. Como a pressa é inimiga da perfeição... no corre-corre esquecemos de levar a 500 mm nos equipamentos fotográficos. Aí deu merda! Em Cabo Polonio, os lobos descansam sobre pedras, mas a uma distância tal que a 70/200mm não os alcança em toda beleza. Imagens perdidas! frustração no primeiro momento para relaxar em seguida, dando a nós mesmos o tempo que necessário para lidar com as circunstancias reais e emocionais que acompanham uma viagem como esta.

De frente para o Oceano Atlântico, completamente solitários, nos sentamos nas pedras permitindo que o sol e o mar nos abraçassem. Da mochila tiramos rosquinhas de pinga (feitas ainda pela minha irmã mais velha, a Cida) e tomamos chá bem quente. Uma delicia!

Às 16h embarcamos de volta para nossa casa rodante como é conhecida por aqui. No retorno conhecemos um casal alemão que há um ano viaja pela América do Sul. Estavam em seus últimos dias no Uruguai aguardando para despachar seu carro para Hamburgo.

Primeiros dias no Uruguai

Decidimos não pernoitar no pátio do Parque, fomos até a cidade de Rocha em busca de internet, telefone e mercado.

Estava escuro quando entramos na cidade. Estacionamos numa praça ao redor da qual funciona o centro comercial de Rocha.
Eu procurei por cartões de telefone internacional e fui a uma lan House, enquanto o Franco foi passear e tentar descobrir onde poderíamos parar para dormir.

Ao sair da Lan House encontrei o Franco numa barraca de panchos. Panchos é uma espécie de cachorro quente feito com pãozinho caseiro, salsicha bem longa e molhos especiais. para terminar acrescenta-se maionese, mostarda, catchup, batata fritas e queijo ralado. Pense em algo bom... Delicioso!

O vendedor de pancho deu ao Franco orientações importantes sobre a cidade.
Deixamos a " Alice" em frente ao banco Nacional do Uruguai e nos preparamos para dormir depois de jantar deliciosos panchitos.

COMENTÁRIOS

Hugo 04/08/2013

Hola Inès, presentame a Franco, hoy nos encintramos en el puerto de Pta. del Este, vi algo de vuestras fotos, preciosas !!! Como te comente voy a seguir co n atención todo el viaje, principalmente hasta el sur argentino y su recorrido por chile que en breve pienso reslisar. Qué dios los acompañe siempre. Saludos. Hugo.

COMENTE!

Criação de Sites: Trupe Agência Criativa Trupe Agência Criativa